quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Frankfurt - registos do meu diário gráfico

9 comentários:

Ana Rita disse...

Jp,

acho que qualquer pessoa conhece o conceito de couch surfing...Mas e tu sabes? e' que convem especificar...porque couch surfing e' SOFA...e tu pediste CAMA!!! Percebes agora a diferença?!?

Ana Rita disse...

Jp,

referes também que "Não é por mal (a sério) mas conheço alguém que não ia gostar, até porque seria um alguém que me acompanharia!". Se ela nao gst disso, nem quero imaginar quando ela visse isto "Não há aí uma cama a mais?"

aih e' que nao gostava mesmo....

ahahaha disse...

Olá Ana Rita,
eu ficava preocupado se ele pedisse a mesma cama! E está descansada que eu leio, até porque estava ao lado dele quando o escreveu.
Creio que se entende que ao pedir "uma cama a mais" pedia um sítio para ficar, pois é um desejo nosso ir até berlim. Foi assim que descobrimos este blogue.
E já agora deixa-me dizer-te que tu é que não conheces o espírito do couch surfing, denota-se pela maneira absurda como tentaste traduzir o nome do projecto para português.
Para finalizar, sim fazemos viagens juntos e ficamos em casas de pessoas que nos oferecem estadia.
Sabemos quando não somos ben-vindos! Temos dito.

JP disse...

Só para afirmar que quem se identificou por "ahahaha" não tem qualquer ligação com a minha pessoa! Desconheço a autoria desse comentário. E desde já peço desculpa à Camila Reis, com o comentário quis apenas demonstrar o desejo de visitar a cidade. Nem é minha intenção pedir qualquer tipo de alojamento. Foi apenas uma maneira de me expressar, tendo o cuidado de "pedir" uma cama "a mais". Não compreendo a dúvida, mas aceito opiniões contrárias, até porque a casa não é minha.
A resposta ao Gonçalo Costa foi no mesmo espírito divertido e humorado. Desde já as minhas desculpas por qualquer confusão.
À Ana Rita lamento qualquer tipo de inconveniente que lhe tenha causado. O comentário ao meu blogue só demonstra que não leu mais nenhum post.
As minhas mais sinceras desculpas e de certo que voltarei, enquanto me sentir ben-vindo pela autora, pois gosto do espaço.
cumprimentos,
JP

JP disse...

Já agora relembro que o comentário que aqui fiz veio no seguimento do do post anterior:
"lindo, lindo, lindo... creio que já sei qual será o meu próximo destino turístico!"

Ana Rita disse...

Pois se tu nao sabes quem e' o ahahah eu muito menos. Mas acho que eu e o JP somos crescidos para resolver as coisas e nao precisamos de intermediarios....( estou a falar para o ahahah)
JP a mim nao causaste inconveniente nenhum...e em relaçao ao teu blog respondi la!!!
E escusas de deixar de vir ca ver os desenhos fantasticos da camila por minha causa ;)

Gonçalo Costa disse...

Bom, de repente, eclodiu uma Guerra Civíl neste espaço tão amistoso!

JP, desculpa a minha abordagem, mas à primeira vista fiquei um pouco incomodado pelo que li. Li mal, é certo, mas a ideia de cama, numa única frase remeteu-me para outros desígnios que não somente os turísticos. Reagi a quente e sem grande ponderação, mas sempre com a intenção de não ofender nem ser incorrecto para ninguém. Sempre segui a velha máxima de "Com a paz se ganham guerras".
Quanto à(ou ao) ahahah, curiosa aparição! Ao que parece, JP, também tens alguns campos de batalha por aí... cuidado com as minas! =P

Bom, posto isto, só me resta desejar que continues a frequentar este espaço, pois todos temos a ganhar em apreciar as obras de arte da Camila.
Se pela Paz de ganham guerras, pela arte se cultiva a Paz.

"Tenho dito!"

JP disse...

Nâo gostei nada dessa aparição pelo meio a falarem por mim, tenho voz e vontade própria não preciso de intermediário, ok, ahahahah? (seja lá quem for)
___

«Se pela Paz de ganham guerras, pela arte se cultiva a Paz»

"Ele tem dito"

Camila Reis disse...

Olá a todos,
Desde já agradeço as visitas ao meu blog (desde as mais frequentes às mais inesperadas). E agradeço também a forma fervorosa como cada um se faz expressar, pois, como vimos, acabou tudo por se entender da melhor maneira.
Restou apenas no ar a supresa de recebermos neste espaço um anónimo tão enigmático que terá, porventura, deixado algum desagrado (nomeadamente ao JP e à Ana Rita).
Pela parte que me toca (talvez a de deixar que o anonimato seja possível ao comentar o blog) peço desculpas por este incidente.
No meio de Ahahahas, camas e sofás foi também possível haver entendimento e, portanto, JP és naturalmente muito bem-vindo a revisitar e (re)comentar este blog, bem como os restantes que completam este lugar com palavras que dá gosto ouvir (ler).
Obrigada e até breve,
Camila Reis